pontos.de.vista > exposições > Martin Fuchs > Ocorrências diárias em Nova Iorque
Ocorrências diárias em Nova Iorque
autor: Martin Fuchs autor convidado
Martin Fuchs
> Ocorrências diárias em Nova Iorque

Têm-me perguntado se não acho difícil fotografar em Nova Iorque, se não tenho medo de fazer imagens que são clichés, pois é uma das cidades mais fotografadas do mundo. Sem dúvida que é uma das cidades mais fotografadas do mundo, mas ao mesmo tempo é uma cidade que oferece oportunidades, estórias e idéias infinitas. Falando honestamente não tenho medo de fotografar imagens que outros fotógrafos fizeram. Todos têm uma visão e imaginação diferente. Eu fotografo o que vejo, o que me interessa. Os meus temas podem ter sido fotografados previamente, mas se assim for podem ter sido capturados de outra forma. A roda não pode ser reinventada a toda a hora, então porque deve ser a fotografia?

Eu experimento e brinco com a minha máquina, às vezes dou um passo à frente e outras vezes um passo atrás, experimento ângulos diferentes e tento evoluir a minha fotografia. Todo o tempo que gasto conduzirá eventualmente ao meu próprio estilo um dia.

A fotografia é sobre a busca interminável da imagem perfeita? Essa pode ser uma das suas partes mas não é toda a verdade, e para mim há muito mais na fotografia do que a busca da imagem perfeita.
A minha aproximação intrínseca é jornalistica. Eu quero mostrar o mundo como ele é, quero documentá-lo e gravá-lo. Sendo testemunha do tempo e da história. Mas não é apenas a imagem que conta, o acto de fotografar tem o mesmo peso. É um acto de me examinar a mim próprio assim como ao mundo que me rodeia. É uma forma de lutar comigo e com a vida, uma coisa talvez terapêutica. Força-me a sair, a treinar os meus olhos, a ver e vaguear pelas ruas. É para mim uma forma importante de comunicação. Quero encontrar momentos usuais e incomuns na vida diária, quero mostrar pequenos momentos, que à primeira vista podem não parecer especiais, mas à segunda mostram o surrealismo, a magia ou a beleza da vida que nos rodeia a toda a hora. O que pode ser mais interessante do que a vida real, do que as pessoas reais?

Esta é uma seleção de fotografias que eu fiz em Nova Iorque em 2005 e 2006.

Texto: Martin Fuchs
Tradução: Sofia Quintas

fotos >>>

37 fotos de:
 Martin Fuchs



publicada em:
2006.04.30


português . english . français