pontos.de.vista > quem somos > participação especial > ph15
quem somos

participação especial

ph15
http://www.ph15.org.ar


0 : exposição individual
1 : exposição colectiva
0 : autor convidado

ph: photography.
15: o número que identifica o bairro de lata "Ciudad Oculta", ou Cidade Oculta, localizado nos arredores de Buenos Aires.
ph15: um espaço onde um grupo de crianças deste bairro de lata específico é encorajado a expressar as suas opiniões pessoais através da utilização da fotografia. Neste workshop exploram quem são e o que sentem.

Apresentação
ph15 é um espaço que motiva a criatividade e expressão através da utilização da fotografia. Os estudantes são adolescentes que vivem na Villa 15 (bairro de lata 15), também conhecido pela Cidade Oculta, localizada nos arredores de Buenos Aires.
O workshop teve início em Agosto de 2000 como resultado de um encontro casual entre o fotógrafo Martin Rosenthal e um grupo de crianças do bairro de lata que estavam ansiosos por aprender fotografia. Actualmente, as aulas têm lugar todos os Sábados de manhã no bairro de lata. A sala de aulas está localizada num pequeno edifício onde são organizadas várias actividades com a finalidade de melhorar as condições de vida dos habitantes do bairro. A organização é de Valmir S. Vieira. As aulas de fotografia são ministradas e supervisionadas por Martin Rosenthal e outros quatro colaboradores/ universitários.
O objectivo do workshop ph15 é ser totalmente orientado para a utilização da fotografia como um meio de expressão pessoal. Uma das finalidades principais das aulas é a de que os alunos se integrem no grupo e desenvolvam um modo de pensar próprio. Através de actividades e discussões, as crianças criam um sentimento de individualidade e de auto-estima. Ao manifestarem os seus pensamentos e ideias sobre o ambiente que os rodeia diariamente, tornam-se críticos legítimos e observadores de uma parte da sociedade condenada à pobreza humana.
As aulas são estruturadas tendo como exemplo as leccionadas numa escola de artes. Os estudantes são encorajados a participar e investigar assuntos relacionados com a fotografia como um meio, assim como a linguagem para conceberem uma mensagem pessoal.
A cada estudante é dado uma câmera que é por ele utilizada enquanto fizer parte do projecto. Estas são câmeras baratas, compactas de plástico carregadas com (na maior parte das vezes) filme a preto e branco já expirado. Enquanto os artistas evoluem nos seus projectos pessoais, as suas máquinas estão sempre carregadas com filme. Encoraja-se que a fotografia esteja presente não apenas durante os seus dias da semana mas também nas viagens de estudo organizadas pela universidade. Estas saídas são consideradas muito importantes pois conferem a oportunidade das crianças interagirem com ambientes diversificados. De outra forma, os estudantes não encontrariam motivo para saírem do bairro de lata.
Durante a semana, espera-se que os estudantes continuem com as suas investigações fotográficas pessoais, fazendo fotografias e moldando as suas ideias. Todos os Sábados de manhã, o material mais recente produzido por cada artista é mostrado na aula e discutido em grupo. Todos dão a sua opinião sobre que imagem é mais efectiva do que outra. Discussões, pensamentos críticos, argumentação e diálogos são sempre encorajados.
Apesar das limitações técnicas devido a um orçamento extremamente limitado, as regras básicas de funcionamento das câmeras, iluminação, revelação e impressão no laboratório são também focados. As aulas estão ainda estruturadas como forma defomentar o interesse pela a história da fotografia, pelos artistas contemporâneos, livros de arte, projecções de slides, passeios de estudo e visitas a museus e galerias. Também é frequente a realização de visitas às aulas de artistas locais e internacionais que mostram o seus trabalhos aos
estudantes.

Os alunos do ph15 são:

Ángel Alfonso (18 anos)
Nanci Alfonso (18 anos)
Eugenio Alfonso (24 anos)
Natalia Godoy (17 anos)
Gloria Paniagua (17 anos)
Pablo Altuve (27 anos)
Juan Alfonso (16 anos)
Paula Danese (17 anos)
María del Carmen Gonzalez (12 anos)
Samanta Córdoba (17 anos)
Mariela Paniagua (18 anos)

Equipa
Director: Martín Rosenthal
Faculdade Martín Rosenthal, Moira Rubio, Miriam Priotti,
Guillermo Srodek-Hart y Doan Pham
Imprensa: Moira Rubio
Designers Gráficos: Lisa Brande y Lorena Marchetti
Web design: Artea
O nosso e-mail: taller_ph15@yahoo.com.ar

Curriculum
Mostrar o trabalho produzido pelos estudantes do ph15 é um dos aspectos mais importantes do projecto. A ideia de que a arte apenas pode ser criada e discutida por uma parte priviligiada da sociedade é contrariada pelas inúmeras exposições realizadas pelo ph15 durante o decorrer da sua existência. O envolvimento de cada estudante do ph15 é obrigatório em todo o processo: selecção, edição, montagem, emolduramento, e colocação no local da exposição...quer seja num pequeno corredor de um cinema local, ou num importante centro cultural, a ideia é a de um envolvimento directo como forma de fazer as coisas acontecerem.

Exposições:
*Sonoridad Amarilla, Buenos Aires (Julho 2004)
*Barrio Copello Cultural Center, Buenos Aires (Junho 2004)
*"El Progreso" Movie Theatre, Buenos Aires (Maio 2004)
*North Dakota Museum of Art, ND, USA (Fevereiro 2004)
*MUGAFO - Pasaje Dardo Rocha, La Plata (Dezembro 2003)
*Liniers Hides Market, Buenos Aires (Novembro 2003)
*Recoleta Cultural Center, Buenos Aires (Outubro 2003)
*Sur Cultural Center, Buenos Aires (Julho 2003)
*Conviven Center, Buenos Aires, (Dezembro 2002)
*Borges Cultural Center, Buenos Aires (Agosto 2002), projecção de slides para angariação de fundos para uma sala de jantar comunitária para as crianças do bairro "Los Piletones", (Agosto 2002)
*Museum of the Parks "Carlos Thays", Buenos Aires (Agosto 2002)
*Kindergarden nº 3, School District 20, Buenos Aires, (Junho 2002)
*Center for Management and Participation nº 8, Buenos Aires (Maio 2002)
*Mataderos Crafts Fair, Buenos Aires (Abril 2002)
*Traveling Cultural Tent, Mataderos, Buenos Aires (Março 2002)
*Palais de Glace, Buenos Aires (Dezembro 2001)
*Civic Center, Bariloche - Proviince of Río Negro (Dezembro 2001).
*Ribera Theatre, Buenos Aires (Agosto & Setembro 2001).
*Argentine School of Photography, Buenos Aires (Agosto 2001).
*Barrio Copello Cultural Center, Buenos Aires (Junho 2001).
*Motivarte School of Photography, Buenos Aires (Abril 2001).
*CIPEA, Buenos Aires (Março 2001).
*Cepna Cultural Center, Buenos Aires (Novembro 2000).

Em Março de 2003, Martín Rosenthal foi um artista convidado e orador em várias universidades norte americanas. Algumas delas foram a Harvard University, a Tufts University, a School of the Museum of Fine Arts, a Princeton University e Rhode Island School of Design. Está já agendado um segundo convite que terá lugar entre Agosto e Setembro de 2004.

Vendas
Vender imagens tornou-se a fonte principal para financiar o projecto. Devido ao facto de que não existe um patrocinador que deseje associar-se a longo prazo, o workshop tem sobrevivido maioritariamente de doações de pessoas individuais e sobretudo da venda de impressões.
Sempre que uma imagem é vendida, o total angariado é dividido em 50-50. Metade do dinheiro é dado à criança que fez a fotografia, e a outra metade é mantida pelo projecto. Este dinheiro é depois investido na compra de mais material para que as aulas possam continuar.

Tradução: Sofia Quintas
português . english . français